Notícias

por Interlegis — publicado 03/08/2016 16h01, última modificação 18/09/2017 09h24
Banco de notícias desta Casa Legislativa.

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05

Imagem no tamanho completo: 85 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05

Imagem no tamanho completo: 64 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Setembro Amarelo

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 11/09/2019 08h37, última modificação 11/09/2019 08h37

"O suicídio é uma questão global de saúde pública. Todas as idades, sexos e regiões do mundo são afetadas".

 

Em todo o mundo, uma pessoa tira a própria vida a cada 40 segundos, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta semana. Um relatório da agência da ONU apontou ainda que esta foi a segunda principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 29 anos, após acidentes de trânsito.

A OMS pediu aos governos que adotem planos de prevenção de suicídio para ajudar as pessoas a lidar com o estresse e reduzir o acesso a meios de tirar a própria vida: "O suicídio é uma questão global de saúde pública. Todas as idades, sexos e regiões do mundo são afetadas".

No geral, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos, número que supera o de mortes por malária ou câncer de mama, guerra ou homicídio, segundo a organização

Apesar disso, as taxas globais caíram nos últimos anos - com uma queda de 9,8% entre 2010 e 2016 -, mas os declínios foram geograficamente irregulares. Na região das Américas, por exemplo, as taxas aumentaram 6% no período.

O relatório também aponta que quase três vezes mais homens do que mulheres morrem por suicídio em países ricos, em contraste com países de baixa e média renda, onde as taxas são menos díspares.

— Suicídios são evitáveis — alertou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. — Convocamos todos os países a incorporar estratégias comprovadas de prevenção ao suicídio nos programas nacionais de saúde e educação.

Fonte: OMS (Organização Mundial da Saúde)

 

    

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 186 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 106 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 138 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 512 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania - Escola Compet

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 12/09/2019 08h40, última modificação 12/09/2019 08h40

Crescendo com Cidadania - Escola Compet

 

Era para ser apenas a entrega de alguns envelopes … e se transformou numa visita divertida!

Os 15 alunos do 3ª ano da Escola Compet, Centro, Araucária vieram até a Câmara para entregar algumas cartinhas ao vereador Fábio Alceu; mas logo a visita rápida se transformou num passeio pela Câmara.

Com a equipe do Crescendo com Cidadania, os pequenos visitaram o plenário e alguns setores da nossa casa. Fizeram perguntas a respeito da nossa rotina e do trabalho dos vereadores. E no finalzinho das nossas andanças perguntamos: Gostaram?
E eles, como um coral de vozes entusiasmadas responderam: Podemos voltar amanhã também?

É um privilégio tê-los aqui … amanhã, depois e depois ….

 

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

 






EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 04/2019

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 04/2019
Imagem no tamanho completo: 116 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 04/2019

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 17/09/2019 16h45, última modificação 17/09/2019 16h45

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 04/2019

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 04/2019

LDO 1 MINUTO

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 18/09/2019 10h17, última modificação 18/09/2019 10h17

Na tarde de hoje, 09/09 a convite da presidente e vereadora Amanda Nassar, se reuniram no Plenário da Câmara os vereadores Aparecido Ramos, Celso Nicacio, Cláudio Sarnik, Elias de Almeida, Fábio Alceu, Fábio Pedroso, Germaninho e Lúcia de Lima, com objetivo de apresentar as emendas da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2020.

São 11 milhões e 425 mil reais analisados coletivamente pelos parlamentares. Com exceção do vereador Elias, que propôs emendas individualmente, destinando o valor total de 425 mil reais.

As emendas da LDO foram debatidas pelos vereadores e com base nessas decisões foram propostas de forma abrangente para segurança, saúde, educação, lazer entre outras.

Todos os vereadores destacaram o trabalho conjunto como um grande avanço, que foca nas prioridades, na transparência e num maior controle do orçamento público.

Destacou-se questões sensíveis aos Araucarienses, que impactarão diretamente na qualidade de vida dos cidadãos dessa cidade.

Cada vereador é uma peça importante no Projeto Araucária. Cada um representa uma parcela do resultado final.

De mãos dadas o bem maior prevalece: Você!

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 1.04 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 1.36 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 459 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 52 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 438 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 51 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania - Escola Rosa Pichet

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 18/09/2019 13h24, última modificação 18/09/2019 13h24

“Vocês podem ser o que quiserem ser”

 

Foi com essa frase que a presidente Amanda deu as boas vindas aos 81 alunos da Escola do Campo Municipal Rosa Pichet, Guajuvira, Araucária na última quarta-feira 11/9.

No plenário, o bate papo se estendeu com perguntas e questionamentos interessantes, mostrando que mesmos pequenos, se preocupam com futuro deles e de outras gerações.

E esse comprometimento se estendeu durante toda a visita. Com olhares atentos, uns filmando, outros fotografando foram entendo melhor o que a Câmara representa e o quanto é importante a participação do cidadão.

Falaram com vereadores, contaram as suas demandas, deram ideias …. exercitaram a cidadania.

E quando os vimos retornando à escola com um sorriso no rosto e um tchau carinhoso, tivemos certeza que o que será, valerá a pena.


Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

DIVULGAÇÃO DO CARDÁPIO DA MERENDA ESCOLAR

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 18/09/2019 13h29, última modificação 18/09/2019 13h29

DIVULGAÇÃO DO CARDÁPIO DA MERENDA ESCOLAR DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE ARAUCÁRIA”

Conforme a FNDE/ Ministério Público, cardápio é uma ferramenta operacional que relaciona os alimentos destinados a suprir as necessidades nutricionais do indivíduo, discriminando os alimentos, por preparação, quantitativo per capita, para calorias totais, carboidratos, proteínas, gorduras, vitamina A, ferro e cálcio e conforme a norma de rotulagem.

A ausência de visibilidade desse tipo de instrumento, torna nulas as possibilidades de controle popular e de participação do cidadão no exercício das atividades da administração, o que vai contra por exemplo, com a A Resolução n° 26/2013 do Ministério da Educação, ainda, em seu Parágrafo 8°, do Inciso VI, do Parágrafo 2°, do artigo 14 que diz “Os cardápios com as devidas informações nutricionais deverão estar disponíveis em locais visíveis nas Secretarias de Educação e nas escolas”.

Também é possível destacar a lei 11.345/2006, que trata da segurança alimentar, que fala sobre o direito à informação, consagrado de forma perene no Código de Defesa do Consumidor, ou seja, a informação daquilo que é fornecido pelo poder público e se consome deve atender aos requisitos de qualidade, nutrição e quantidades suficientes, não se dispensando a competente publicidade.

Merenda de qualidade e publicidade de verdade. O projeto de Lei promove isso.

Fontes: FNDE / Ministério da Educação /Conjur.com

Avancaaraucaria

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Avancaaraucaria
Imagem no tamanho completo: 120 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Avancaaraucaria

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Avancaaraucaria
Imagem no tamanho completo: 108 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Avancaaraucaria

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Avancaaraucaria
Imagem no tamanho completo: 250 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Avancaaraucaria

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Avancaaraucaria
Imagem no tamanho completo: 173 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Avancaaraucaria

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Avancaaraucaria
Imagem no tamanho completo: 95 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Avancaaraucaria

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Avancaaraucaria
Imagem no tamanho completo: 123 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Avancaaraucaria

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Avancaaraucaria
Imagem no tamanho completo: 170 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

1º SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DESENVOLVIMENTO E REGIÕES FUNCIONALMENTE URBANAS

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 20/09/2019 08h52, última modificação 20/09/2019 08h52

1º SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE DESENVOLVIMENTO E REGIÕES FUNCIONALMENTE URBANAS

COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO
CÂMARA ESTÁ DENTRO!


A manhã de segunda-feira (16/9) foi de compartilhar experiências inovadoras em Araucária no 1º Seminário Internacional sobre Desenvolvimento e Regiões Funcionalmente Urbanas.

No auditório da subseção Araucária da OAB, duas palestras apresentaram exemplos de inovação: a primeira teve como destaque as ações na Europa (cooperação transfronteiriça para desenvolvimento de cidades) e a outra na América do Sul (Medellín - com sua ação de desenvolvimento focada nas pessoas).

O evento foi promovido pelos conselhos de desenvolvimento econômico dos municípios de Araucária (Avançaraucária), Fazenda Rio Grande (Profaz) e São José dos Pinhais (SJProspera), além do Sebrae/PR.
Representantes de outros municípios da região prestigiaram o evento.

Com o tema "O Modelo de Desenvolvimento Territorial Integrado da União Europeia", a palestra com o espanhol Jose Maria Cruz apresentou uma série de exemplos de ações transfronteiriças na Europa visando o desenvolvimento estratégico dessas regiões. Talvez o melhor exemplo citado na palestra diz respeito a um modelo de cooperação visando a redução da emissão de CO2 e planos para maior eficiência energética envolvendo 10 mil municípios europeus, de 28 países e 24 línguas diferentes. Parece inacreditável, mas isso ocorreu graças ao amplo comprometimento dos envolvidos em estabelecer metodologias em comum e a troca experiências.

Outro modelo de sucesso apresentado foi a cooperação entre as cidades vizinhas de Chaves (Portugal) e Verín (Espanha) visando o trabalho em conjunto em áreas como sustentabilidade, transporte, defesa civil, logística, serviços de saúde, esporte, cultura e educação. O trabalho em conjunto é tão forte que criou-se uma única marca para projetar o turismo das duas cidades com o slogan "Um destino, dois países". De acordo com o palestrante, a iniciativa ganhou prêmios de melhor estratégia de turismo compartilhada na União Europeia. Para Jose Maria, essas ações que ultrapassam fronteiras geram valor agregado que não existiria se não houvesse a cooperação.

Na segunda palestra, a cidade colombiana de Medellín foi o exemplo para tratar da transformação da cidade com foco nas pessoas. A cidade já foi declarada "a cidade mais violenta" (com 388 homicídios a cada 100 mil habitantes no início da década de 1990) e passou a ser tratada como "a mais inovadora". Segundo as informações do belga Jean Edouard Tromme, a transformação da cidade começou, em 1991, ouvindo as pessoas sobre o que deveria ser feito em diversas áreas.
A transformação de Medellín se deu em três pilares:

1º - a necessidade de integrar a cidade (quebrar todo tipo de barreira),
2º - garantir serviços públicos próximos aos moradores e
3º -desenvolver a confiança das pessoas (incluindo o pertencimento da cidade por elas). As ações de combate à desigualdade social passaram por investimentos em mobilidade (incluindo teleféricos e escadas rolantes para integrar comunidades), em biblioteca, parques públicos e outras estruturas necessárias em regiões estratégicas.

A beleza também foi um fator importante para valorizar ambientes que precisavam de transformação: "Os colégios mais belos, feitos pelos melhores arquitetos, foram implantados nos lugares mais pobres", explicou Jean.

Conselhos - Durante o evento, os conselhos de desenvolvimento de São José dos Pinhais e Araucária apresentaram brevemente algumas das suas principais ações.

O Conselho de São José dos Pinhais (SJProspera) deu destaque para ações realizadas que abrangem áreas como saúde, segurança pública e meio ambiente. Já o Avançaraucária apresentou detalhes dos preparativos para o Espaço de Inovação, uma parceria entre a Prefeitura, Tecpar e Sebrae. Nas palavras do presidente do Avançaraucária, Pedro Luiz Fernandes, mais que simplesmente atrair indústrias, Araucária quer "captar cabeças pensantes e ver como vamos melhorar a nossa vida". O presidente também destacou a importância de compartilhar inteligência: "se não compartilharmos não teremos sucesso aqui [Araucária]".

 

Avancaaraucaria    Avancaaraucaria

Avancaaraucaria   

 

 

Utilidade Pública

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 20/09/2019 09h05, última modificação 20/09/2019 09h02

O PROJETO DE LEI 69/2019 de iniciativa do vereador Fábio Alceu aprovado no último dia 17/09 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 98ª dá luz ao tema:

"TÍTULO DE UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL"

A concessão do título de Utilidade Pública Municipal a entidades, fundações ou associações civis significa o reconhecimento do poder público de que as instituições, em consonância com o seu objetivo social, são sem fins lucrativos e prestadores de serviços à coletividade e comunidade a que ela está inserida, dando assim maior credibilidade e facilitando assim a parceria publico/privada com essa fundação ou associação civil.

Uma Ong precisa atender alguns requisitos:

– Ter no mínimo 1 ano de fundação
– Estar com a prestação de contas do último exercício financeiro atualizada
– Fazer jus à gratuidade dos membros da diretoria
– Ter personalidade jurídica (estar registrada em cartório)
– Possuir Ata de Fundação
– Estatuto
– Atestado de funcionamento por alguém de fé pública

Em seguida, o requerente deve reunir toda a documentação comprobatória referente aos requisitos acima mencionados e procurar um vereador para solicitar a criação do projeto de lei.

Com o projeto de lei encaminhado, o requerente deve aguardar a tramitação de sua solicitação, que pode ser acompanhada no Portal Transparência.

Depois de votado e aprovado, o projeto ganha número de lei e é publicado no Diário Oficial do Município. A lei tem vigência de 5 anos.

ONG ESPAÇO VIDA ARAUCÁRIA

Nasceu de uma experiência pessoal, sua fundadora Andrea que foi o porto seguro de sua mãe durante todo o processo do câncer, dando-a todo tipo de apoio, já que “um paciente com câncer precisa muito mais que um lenço de cabelo”. Foi o que despertou nela a vontade de ajudar, servir a sociedade, como membro ativo desta comunidade. O Espaço Vida Araucária é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão levar informação de qualidade quanto a prevenção e o tratamento do câncer, bem como acompanhar e ajudar os pacientes em tratamento, oferecer auxílio a familiares e pacientes sobre seus direitos, além de encorajá-los nesta luta, buscando oferecer maior qualidade de vida.
Hoje o câncer é a segunda principal causa de morte no mundo e foi responsável por 9,6 milhões de mortes em 2018. A nível global, uma em cada seis mortes são relacionadas à doença. Aproximadamente 70% das mortes por câncer ocorrem em países de baixa e média renda, sendo que apenas um em cada cinco países de baixa e média renda tem os dados necessários para conduzir uma política para o câncer. O que evidencia o importante papel de ONGs como o EVA, que desempenha ações importantíssimas nas vidas de inúmeras pessoas, através de palestras, assessoria jurídica, suporte psicológico, ações de voluntariado, concursos (como o Miss EVA) e bazares beneficentes.

Fonte de Pesquisa: OPAS Brasil (Organização Pan Americana de Saúde) / Ong EVA

 

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 187 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 441 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 133 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 116 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 165 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 137 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 120 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania - Escola Papa João VI

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 20/09/2019 13h51, última modificação 20/09/2019 13h51

“Experimentar, criar hipóteses e confirmá-las, explorar diferentes lugares ... são estímulos necessários para a construção das relações humanas e da inteligência”

Na última quarta 18/9, esteve conosco os 40 alunos da Escola Municipal Papa João VI.
Conheceram todo o interior da Câmara e as pessoas que trabalham aqui.
Falaram com a presidente da casa, Amanda Nassar e os vereadores Germaninho e Lúcia de Lima.
Fizeram poses e muitas perguntas o que tornou a visita muito produtiva.

Observaram com atenção cada processo e entenderam que aquele prédio azul que a gente vê lá de fora carrega um precioso patrimônio: as pessoas e suas experiências! E dividir isso tudo com nossos pequenos visitantes, nos enche de orgulho e expectativas.


Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Fomenta Araucária
Imagem no tamanho completo: 170 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Fomenta Araucária
Imagem no tamanho completo: 86 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Fomenta Araucária
Imagem no tamanho completo: 121 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Fomenta Araucária
Imagem no tamanho completo: 121 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Fomenta Araucária
Imagem no tamanho completo: 135 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Fomenta Araucária
Imagem no tamanho completo: 113 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Fomenta Araucária
Imagem no tamanho completo: 116 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Câmara Municipal esteve no Fomenta Araucária

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 25/09/2019 08h32, última modificação 25/09/2019 08h32

CÂMARA MUNICIPAL ESTEVE NO FOMENTA ARAUCÁRIA

Nos dias 17 e 18/09 os empreendedores puderam participar de capacitação e do processo de compras do poder público e também promover o encontro desses empreendedores com empresas interessadas em fazer negócios. O "Fomenta Araucária" faz parte das estratégias de apoio aos pequenos negócios e desenvolvimento local previstos no Programa Avançaraucária.

Durante o Fomenta houve o lançamento oficial do 'Escritório de Compras' de Araucária; o primeiro da região. O serviço já funciona no Espaço do Empreendedor e visa o apoio que empreendedores locais estejam melhor capacitados para participar das licitações do poder público local e de outras cidades brasileiras. Esse apoio da Prefeitura é gratuito e busca capacitar, aumentar a competitividade dos empreendedores locais e ampliar possibilidades de negócios para estimular cada vez mais a geração de renda no município. Mais informações:(41)3614-1559.

A Rodada de Negócios foi outro momento importante na programação do evento. Empreendedores locais tiveram a oportunidade de apresentar seu trabalho a empresas interessadas em fechar negócio. De acordo com o Sebrae/PR, participaram da Rodada de Negócios 12 grandes empresas (aqui se inclui órgãos públicos como Prefeitura e Câmara) interessadas em comprar de 49 pequenas empresas do município.

Representando a área comercial de uma empresa de peças para manutenção industrial, Adriana Moura Leal contou que foi a sua 1ª participação em uma Rodada de Negócios e que viu essa oportunidade como uma possibilidade de abrir espaço para negócios. "É uma boa oportunidade de ter contato com grandes empresas compradoras em potencial. Elas estavam abertas a nos ouvir", comentou satisfeita. Outro que participou desse momento foi Izequiel Andrade Santos. Com uma empresa familiar da área de pintura industrial, ele destacou a importância de estreitar relações com grandes compradores. "Você tem oportunidade de fazer negócio dentro do município e de ter um contato mais próximo. O que é muito importante é esse contato [com as grandes empresas]", explicou.

A programação do Fomenta Araucária incluiu ainda uma palestra com Rafael Sérgio de Oliveira, procurador federal da Advocacia-Geral da União e fundador do portal L&C - licitacaoecontrato.com.br . Entre os pontos abordados na palestra esteve os diferentes tratamentos dados aos pequenos negócios em alguns países. Um dos exemplos citados foi o dos Estados Unidos, onde o estímulo aos pequenos empreendedores faz parte de uma importante estratégia para geração de emprego, renda e desenvolvimento. Servidores municipais também participaram de uma oficina que teve como destaques a importância da desburocratização e a legislação relacionada ao processo de compras.

Apoio permanente- Os empreendedores de Araucária contam com diversas formas de apoio dentro da estrutura do Espaço do Empreendedor de Araucária. Da parte da formação, é possível participar de oficinas gratuitas para saber mais sobre legislação, documentação e participação nas concorrências públicas. O Espaço do Empreendedor também oferece suporte para quem precisa regularizar a sua empresa ou ter as orientações sobre outros assuntos de interesse (incluindo documentos e tributos). Esse tipo de apoio também se estende a produtores rurais. O horário de atendimento do Espaço do Empreendedor é o mesmo dos demais serviços oferecidos no Espaço Cidadão: das 9h às 12h e das 13h às 16h. Mais informações:(41)3614-1559.

 

Fomenta Araucária    Fomenta Araucária

Fomenta Araucária    Fomenta Araucária

Fomenta Araucária    Fomenta Araucária

CMEI Fazenda Velha

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
CMEI Fazenda Velha
Imagem no tamanho completo: 1.23 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

CMEI Fazenda Velha

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
CMEI Fazenda Velha
Imagem no tamanho completo: 87 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

CMEI Fazenda Velha

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
CMEI Fazenda Velha
Imagem no tamanho completo: 1.18 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

CMEI Fazenda Velha

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
CMEI Fazenda Velha
Imagem no tamanho completo: 115 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

CMEI Fazenda Velha

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
CMEI Fazenda Velha
Imagem no tamanho completo: 1.99 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

CMEI Fazenda Velha

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
CMEI Fazenda Velha
Imagem no tamanho completo: 58 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania - CMEI Fazenda Velha

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 25/09/2019 08h44, última modificação 25/09/2019 08h44

Crescendo com Cidadania - CMEI Fazenda Velha

“No amor de uma criança tem tanta canção pra nascer, carinho e confiança, vontade e razão de viver”.

Apaixonados literalmente! Essa é nossa definição para o sentimento que envolveu os colaboradores e vereadores ao receber os 32 pequeninos do CMEI Fazenda Velha que vieram nos visitar.
Os pequenos “grandes” cidadãos se encantaram com tanta coisa que viram e ouviram, distribuíram muuuitos abraços e conquistaram 155 fãs!

O Legislativo e seus Legisladores agradecem o privilégio em tê-los conhecidos.

 

CMEI Fazenda Velha    CMEI Fazenda Velha

CMEI Fazenda Velha    CMEI Fazenda Velha

CMEI Fazenda Velha    CMEI Fazenda Velha

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 598 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 1.94 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 1014 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 770 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 770 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 759 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 86 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania - Escola Werka

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 03/10/2019 14h19, última modificação 03/10/2019 14h19

Crescendo com Cidadania - Escola Werka

 
“A educação é onde decidimos se amamos nossas crianças o bastante para não expulsá-las de nosso mundo.”

Quarta, 25/09 foi a vez de receber os 65 alunos do 4º ano da Escola Municipal Professora Irmã Elizabeth Werka, Centro.
Essa turminha conheceu cada cantinho da Casa Legislativa e com muita energia e disposição passaram as horas querendo saber mais e mais.

A todo tempo eles abraçavam a equipe e perguntavam: O que veremos agora? E lá íamos nós tão entusiasmados quanto esses jovens cidadãos.
E aos nos despedirmos, nós que perguntamos: Quando vocês voltam?

… é sempre muito bom!

 

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania

PALESTRA COM CHISTIANE YARED - Educação para o Trânsito

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 04/10/2019 11h38, última modificação 04/10/2019 11h38

A GENTE VAI FALAR DISSO HOJE ...

De educação ...
De conscientização ...
De vida ...
De "se eu pudesse..."

PALESTRA COM CHISTIANE YARED AS 18:30H NO PLENÁRIO DA CÂMARA.

Assédio Sexual no Transporte Público Coletivo

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 08/10/2019 08h48, última modificação 08/10/2019 08h48

O PROJETO DE LEI 75/2019 de iniciativa da vereadora Amanda Nassar aprovado no último dia 01/10 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 100ª dá luz ao tema:

"ASSÉDIO SEXUAL NO TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO"

E para elucidar mais sobre o tema, destacamos um documentário de vinte e oito minutos que reflete a importância de falar sobre o assunto e de combatê-lo.

 

 

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05

Imagem no tamanho completo: 86 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Câmara Municipal de Araucária - Envolvida pela Vida!

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 08/10/2019 09h48, última modificação 08/10/2019 09h48

CÂMARA MUNICIPAL DE ARAUCÁRIA - ENVOLVIDA PELA VIDA!

Durante todo o mês de outubro, postaremos semanalmente matérias, dados e vídeos sobre o câncer de mama - uma forma que encontramos de espalhar não apenas o rosa, mas informações úteis para toda a sociedade.
A campanha conscientiza mulheres sobre a importância de examinar as mamas regularmente, no intuito de detectar a enfermidade no início e tratá-la com o menor risco possível.

E VAMOS A NOSSA PRIMEIRA ABORDAGEM ...

O câncer de mama é segundo tipo que mais acomete mulheres no Brasil, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino. Para o Brasil, foram estimados 59.700 casos novos de câncer de mama em 2019, com risco estimado de 56 casos a cada 100 mil mulheres.

Os principais sinais e sintomas da doença são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região embaixo dos braços (axilas).

Não há uma causa única para o câncer de mama. Diversos agentes estão relacionados ao desenvolvimento da doença entre as mulheres, como: envelhecimento (quanto mais idade, maior o risco de ter a doença), fatores relacionados à vida reprodutiva da mulher (idade da primeira menstruação, ter tido ou não filhos, ter ou não amamentado, idade em que entrou na menopausa), histórico familiar de câncer de mama, consumo de álcool, excesso de peso, atividade física insuficiente e exposição à radiação ionizante.

A prática de atividade física e de alimentação saudável, com manutenção do peso corporal adequado, estão associadas a menor risco de desenvolver câncer de mama: cerca de 30% dos casos podem ser evitados quando são adotados esses hábitos. A amamentação também é considerada um fator protetor.

Nos últimos anos, o INCA tem trabalhado com a população feminina a importância de “estar alerta” a qualquer alteração suspeita nas mamas (estratégia de conscientização), assim como tem desenvolvido ações com gestores e profissionais de saúde sobre a importância do rápido encaminhamento para a investigação diagnóstica de casos suspeitos e início do tratamento adequado, quando confirmado o diagnóstico.

Além de estarem atentas ao próprio corpo, mulheres de 50 a 69 anos devem fazer mamografia de rastreamento a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes de a pessoa ter sintomas. A mamografia nesta faixa etária, com periodicidade bienal, é a rotina adotada na maioria dos países que implantaram o rastreamento organizado do câncer de mama e baseia-se na evidência científica do benefício desta estratégia na redução da mortalidade neste grupo.

Fonte: Inca 2019

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 724 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 75 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 1.40 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 1.93 MB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 109 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com Cidadania
Imagem no tamanho completo: 75 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com Cidadania - Escola Werka

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 09/10/2019 10h06, última modificação 09/10/2019 10h06

O sorriso de uma criança ilumina o sol”. ´É verdade!

Seria a inocência, a positividade, a esperança ou tudo isso junto?

São de fato especiais ... e fazem com que essa luz única torne tudo tão simples, tão claro, tão lindo.

É quando elas se despedem é assim que nos sentimos: iluminados!


Na quarta-feira 02/10 durante a manhã e a tarde, recebemos os 4º anos da Escola Municipal Irmã Elizabeth Werka.

Foram 64 cidadãos que nos visitaram em busca de conhecimento e acreditamos que tenham encontrado.

As perguntas correram soltas, as comparações e algumas histórias preencheram nossa manhã e nossa tarde, sempre embaladas pelo abraço carinhoso e o sorriso contagiante que essas meninas e meninos nos prestigiaram.


Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Crescendo com Cidadania    Crescendo com Cidadania

Conseg

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Conseg
Imagem no tamanho completo: 84 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Conseg

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Conseg
Imagem no tamanho completo: 137 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Conseg

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Conseg
Imagem no tamanho completo: 169 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Conseg

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Conseg
Imagem no tamanho completo: 209 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05

Imagem no tamanho completo: 160 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

CONSEG ARAUCÁRIA, UMA IMPORTANTE FERRAMENTA DE ORGANIZAÇÃO SOCIAL

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 11/10/2019 09h31, última modificação 11/10/2019 09h31

CONSEG ARAUCÁRIA, UMA IMPORTANTE FERRAMENTA DE ORGANIZAÇÃO SOCIAL E DE EXERCÍCIO DE CIDADANIA

Ontem, foi o dia de escolher os novos membros da CONSEG – Conselho Comunitário de Segurança de Araucária para o biênio 2019 – 2020 e a chapa eleita foi a Conseg Forte que tem como integrantes o coronel o coronel da reserva Amaury Vieira Junior (presidente); gerente da CSN, Fernando Torres (vice-presidente); presidente da Aeciar e empresária, Fanny Busato, (1ª secretária); presidente do Observatório Social de Araucária e proprietário da Contabilidade Griner, Luiz Carlos Griner (1º tesoureiro); e o gerente da Raízen, Paulo Dieter (Conselho Fiscal).

E você sabe a função do Conseg?

É a organização da comunidade que representa. Tem também como objetivo básico a busca da solução para problemas que afetam a comunidade, buscando a sua auto-suficiência.
A capacidade de organização de uma comunidade é fator determinante para seu progresso. Assim quanto mais autossuficiente e capaz de se organizar na busca de satisfação de suas necessidades, mais rapidamente obterá níveis ótimos de paz social.

Pouquinho mais sobre o Papel do Conseg

Tanto o grau e a natureza do crime e o caráter dinâmico das comunidades fazem com que a polícia busque métodos mais eficazes para prestar o seu serviço. Muitas comunidades urbanas enfrentam graves problemas, como: drogas ilegais (e legais, como: o cigarro, o álcool, dentre outras), violência de gangues, assassinatos, roubos e furtos.

É nesse cenário que encontra-se a filosofia de Polícia Comunitária - uma alternativa para a prevenção de crimes e violência e que tem a premissa a parceria e co-participação entre a comunidade e a polícia.

Objetivos dos Consegs

• Integrar a comunidade com as autoridades policiais, com as ações que resultem na melhoria da qualidade de vida da população;
• A comunidade propor às autoridades as definições de prioridade na Segurança Pública na sua região;

• Articular a comunidade visando a prevenção e a solução de problemas ambientais e Sociais;

• Fazer com que a comunidade interaja com as unidades policiais tendo em vista a resolução de seus problemas.

E a população?

Pode e deve informar à polícia sobre os principais problemas da sua região, para que eles sejam solucionados de forma mais rápida e eficaz. Cada bairro tem um modo de viver, os problemas são diferentes em cada um deles, e nada melhor que os próprios moradores para identificá-los. Por isso a participação da população é essencial.

Fonte: Conseg/Brasil


 Conseg    Conseg

Conseg    

O PROJETO DE LEI 73/2019 - Cartaz com advertências sobre o uso do narguilé e os riscos à saúde

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 16/10/2019 09h29, última modificação 16/10/2019 09h29

O PROJETO DE LEI 73/2019 de iniciativa do vereador Fábio Alceu Fernandes aprovado no último dia 08/10 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 101ª dá luz ao tema:

"CARTAZ COM ADVERTÊNCIAS SOBRE O USO DO NARGUILÉ E OS RISCOS À SAÚDE"

O projeto em referência acrescenta o artigo 251-A que dita que no interior dos estabelecimentos comerciais deverá haver afixado, em local visível ao público cartaz ou equivalente contendo advertência sobre o uso de narguilé e os riscos à saúde.

Para deixar ainda mais claro, resgatamos um artigo recente do médico Drauzio Varella de 19/09/2019 que detalha o tema e um vídeo sobre o mesmo.

"Narguilé pode ser pior que cigarro, já que a quantidade de nicotina fumada em uma hora é equivalente à de dois cigarros por dia durante quatro dias"

Mês passado estive no Líbano. A convite da agência Uzumaki e do UOL, fui gravar um documentário sobre o trabalho de Médicos Sem Fronteiras com os refugiados sírios, experiência inesquecível.

Fiquei impressionado com a prevalência quase universal do fumo e com o uso disseminado do narguilé entre homens e mulheres, responsável pela névoa densa que toma conta dos bares e restaurantes do Líbano inteiro. A preocupação com os fumantes passivos ainda não chegou àquela parte do mundo.

Na maioria dos restaurantes, o equipamento para fumar o narguilé é levado à mesa do usuário por garçons jovens encarregados de acendê-lo. A operação é realizada introduzindo um dispositivo na embocadura da saída da fumaça, para aspirá-la com força três ou quatro vezes, antes de entregá-lo ao cliente. A nuvem de fumaça exalada depois de cada tragada é impressionante. Fazem tudo rapidamente, porque há usuários impacientes à espera.

Nos restaurantes maiores, os rapazes devem repetir a operação 40, 50 vezes, num turno de trabalho. Com pouco mais de 20 anos, eles têm as maçãs do rosto e os lábios arroxeados dos fumantes de cigarros intoxicados pelo monóxido de carbono e com a capacidade respiratória comprometida pela doença pulmonar obstrutivo-crônica.

A American Heart Association (AHA) acaba de publicar um boletim no qual reconhece que o narguilé é usado por milhões de pessoas, no mundo. Considera que a adição de sabores de balas e frutas ao tabaco e o ambiente das redes sociais criaram um cenário favorável à disseminação entre os adolescentes e ao conceito falso de que o compartimento com água pelo qual circula a fumaça aspirada, retém o material particulado associado aos principais malefícios do cigarro.

Outro pensamento mágico é o de que o narguilé não causaria dependência química, como se a fumaça inalada não contivesse nicotina, a mais aditiva das drogas conhecidas.
Segundo a AHA: “Acumulam-se evidências de que o narguilé altera, no curto prazo, a frequência cardíaca, o controle da pressão arterial, a oxigenação dos tecidos e a função vascular. O uso prolongado aumenta o risco de doença coronariana. Diversas substâncias nocivas (ou potencialmente nocivas) encontradas na fumaça do cigarro, também estão presentes no narguilé, frequentemente em níveis até mais altos”.

Uma metanálise conduzida em quatro países mostrou que o fumante que usa o narguilé uma vez por dia, tem níveis urinários médios de cotinina (um metabólito da nicotina) de 0,783 mg/mL, os mesmos liberados por dez cigarros.

A sessão típica de narguilé dura uma hora, na qual o fumante dá cem tragadas, em média. A quantidade de nicotina fumada é equivalente à de dois cigarros por dia, durante quatro dias.

O fumante fica exposto a concentrações de monóxido de carbono 35 vezes mais altas do que as de um cigarro. É liberada, no ambiente, a quantidade de monóxido correspondente à de dez pessoas fumando cigarro, ao mesmo tempo.

O PROJETO DE LEI 42/2019 - Sequência para nomeação de logradouros públicos

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 16/10/2019 09h32, última modificação 16/10/2019 09h32

O PROJETO DE LEI 42/2019 de iniciativa da vereadora Amanda Nassar aprovado no último dia 08/10 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 101ª dá luz ao tema:

"SEQUÊNCIA PARA NOMEAÇÃO DE LOGRADOUROS PÚBLICOS"

O nome das ruas e bairros de uma cidade é uma forma de identificação que é usada pelos poderes públicos, por empresas e as pessoas em geral. Sem os nomes seria muito complicado uma pessoa situar-se em uma cidade ou mesmo se locomover. A verdade é que todas as ruas precisam identificação.

Os nomes dos logradouros de uma cidade são definidos pela Câmara dos Vereadores. São projetos analisados, discutidos, votados e aprovados com a mesma seriedade de outros projetos de lei.

Por isso, o projeto de lei 42/2019 ora apresentado pede que siga-se uma ordem, já que ele demandou trabalho e tempo para cumprir as etapas e chegar até o executivo. Por isso merece ser apreciado seguindo uma ordem de sequencia.

Vejam que interessante: embora seja dos vereadores a prerrogativa de escolher esses nomes, as vezes a escolha pode partir da comunidade. Sim, os cidadãos podem fazer esta sugestão levando em conta o nome de uma pessoa que foi importante para aquela comunidade e agora eles desejam prestar uma homenagem póstuma e manter a memória das pessoas com o nome de alguém que teve importância para a comunidade.
Um detalhe importante é que na maioria das cidades brasileiras os nomes de ruas só podem ser atribuídos a pessoas já falecidas.

Nomes comuns

Tiradentes, Castelo Branco, Getúlio Vargas, Avenida da Saudade, Dom Pedro e outros nomes são muito comuns em boa parte das cidades. Geralmente os nomes de ruas são atribuídos a grandes políticos, personalidades importantes no cenário nacional ou local, como ex-prefeitos, ex-presidentes, entre outros.

Mas nem sempre o nome de uma rua é atribuído a uma pessoa. Av da Saudade, por exemplo, é um nome muito comum para a rua que passa em frente ao cemitério. Já os nomes de cidades, estados e países também aparecem com bastante frequência. Em algumas cidades as avenidas que servem como ligação as rodovias que dão acesso a outras cidades, por exemplo, costuma levar o nome da cidade de destino. Quando os nomes de estados, cidades e países são atribuídos a ruas, normalmente eles são feitos no mesmo bairro.

Quais os critérios são usados?

A resposta pode ser bastante ampla, uma vez que os vereadores é quem fazem este trabalho, certamente que um dos primeiros critérios que eles usam é a indicação de nomes de pessoas que foram importantes para aquela cidade.
Se você olhar para os nomes de ruas da sua cidade irá perceber claramente isso, pois encontrará nomes de professores, ex-prefeitos, médicos ou outra figura pública que exerceu algum papel importante na sua comunidade.

Um segundo critério é o uso de nomes lógicos como acontece em alguns bairros. Um exemplo comum é presente em quase todas as cidades são os bairros cujas ruas tem nomes dos estados brasileiros, dos países do mundo, nomes de outras cidades e gentílicos. Rua Paraná, Avenida Brasil ou rua Rio de Janeiro são nomes bastante comuns. Um exemplo de uso de gentílico é a famosa Avenida Paulista.

Um terceiro caso pode ser atribuído a nomes genéricos, como o já citado avenida Saudade, mas há outros casos como Rua Esperança, Av 23 de Maio e assim por diante.

Há também casos de ruas que não tem nome, mas sim número. Isto pode acontecer basicamente em duas situações: A primeira e mais comum é quando um loteamento é lançado e como não foi ainda atribuído o nome das ruas, eles colocam números. Ai mesmo depois da atribuição dos nomes, especialmente os moradores locais ainda continuam a chamar pelo número da rua.

Então é assim: nome de rua ou logradouro mesmo que pareça algo menor, as vezes inclusive citados com tom de crítica, são muito importantes. Sem nome ninguém recebe cartas, contas e não consegue explicar corretamente onde mora. Pense nisso.

Fonte de Pesquisa: Casadicas e Senado Federal/Leis

O PROJETO DE LEI 60/2019 - Visualização em destaque nas contas de água do disque denúncia 181 e mensagem a que se refere

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 16/10/2019 09h36, última modificação 16/10/2019 09h36

O PROJETO DE LEI 60/2019 de iniciativa da vereadora Amanda Nassar aprovado no último dia 08/10 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 101ª dá luz ao tema:

"VISUALIZAÇÃO EM DESTAQUE NAS CONTAS DE ÁGUA DO DISQUE DENUNCIA 181 E DE MENSAGEM A QUE SE REFERE"

O Projeto de Lei em destaque altera a redação da Lei Municipal 3.223 de 07/12/2017 alterando o artigo 1º dizendo que a empresa concessionária que presta serviço de abastecimento de água, autoriza a veiculação do Disque Denuncia Estadual, contemplando no parágrafo que a divulgação esteja na parte frontas e de fácil visualização, sendo possível alternar as mensagens a cada mês, englobando todos os tipos de denúncia.

E quanto mais conhecimento, melhor. Para isso destacamos o que é o Disque Denúncia, quando, como e porque ligar. Quanto mais atentos, mas poderemos ajudar a nossa comunidade.
Destacamos em seguida um vídeo sobre o tema (fonte Novacia/Campanha SP/ vídeo editado)

O crescimento populacional fez com que as mazelas existentes também aumentassem, diminuindo a qualidade de vida das pessoas que vivem nos grandes e nos pequenos centros urbanos.
O Disque Denúncia 181, assume a missão de coletar em âmbito oficial as denúncias anônimas de todos os tipos de crimes, não mais apenas contra o tráfico de drogas. Estas denúncias são analisadas e encaminhadas aos diversos órgãos policiais, obedecendo um canal técnico, critérios e metodologia estabelecidos pela comunidade de inteligência dos diversos órgãos policiais que atuam no nosso Estado, possibilitando além da atuação policial a utilização destes dados para o planejamento de políticas de Segurança Pública.

O QUE É O DISQUE DENUNCIA 181?

É um programa da Secretaria do Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná desenvolvido para o combate da criminalidade, através da participação da sociedade por meio de denúncias anônimas que são encaminhadas para os órgãos competentes, auxiliando na prisão de autores de crimes e da apreensão de ilícitos, além da busca de foragidos da justiça e de pessoas desaparecidas.

DE ONDE LIGAR?
De qualquer telefone, até mesmo o de sua casa ou do seu celular, pois suas informações serão colocadas em total e absoluto sigilo. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer município do Estado do Paraná a qualquer hora, pois o atendimento do 181 funciona as 24 horas do dia, todos os dias da semana.

QUANDO LIGAR PARA 181?

Caso possua informações sobre crimes de quaisquer tipos, que já aconteceram ou que irão acontecer, ou informações que levem à localização de pessoas desaparecidas ou procurados pela justiça, o melhor caminho é realizar uma denúncia anônima ligando 181 ou acessando o site www.181.pr.gov.br.

PORQUE DEVO CONTRIBUIR COM INFORMAÇÕES DISQUE DENUNCIA 181?

A Segurança Pública é dever do Estado e uma responsabilidade de todo cidadão. Somente com a sua colaboração e de toda a população será possível realizar um combate eficaz aos crimes de um modo geral, contribuindo com a qualidade de vida da sua família e das futuras gerações.

Fonte de Pesquisa: Secretaria de Segurança Pública/Pr

O PROJETO DE LEI 153/2019 - Dispõe Isenção de transporte coletivo às pessoas diagnosticadas com câncer ou portadoras do vírus HIV

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 16/10/2019 09h41, última modificação 16/10/2019 09h41

O PROJETO DE LEI 153/2019 de iniciativa da vereadora Amanda Nassar aprovado no último dia 08/10 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 101ª dá luz ao tema:

"DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE ISENÇÃO DE TARIFA DE TRANSPORTE COLETIVO ÀS PESSOAS DIAGNOSTICAS COM CÂNCER OU PORTADORAS DO VÍRUS HIV"

Vocês sabiam que, em muitos lugares, os pacientes em tratamento contra o câncer têm o direito de não pagar as tarifas de transporte público? Pois é! E agora isso também pode acontecer em nosso município.

Foi aprovado em 2ª votação o Projeto de Lei 153/2018 que dita exatamente esse direito, não só para pessoas com condições oncológicas como também para portadores do vírus HIV.

O projeto vem ao encontro da minimização dos efeitos financeiros já que os colaterais como mal-estar, náusea, deficiências imunológicas decorrentes das terapias, coleta de remédios mensalmente, troca dos mesmos entre outros fazem parte do tratamento e todos sabem que não é fácil.

Sabe-se que mesmos fragilizados as pessoas precisam realizar e cumprir suas obrigações do cotidiano, sendo algumas delas relacionadas à própria manutenção e custeio de seu tratamento. Por isso pagar ou não a passagem do transporte coletivo pode fazer grande diferença na vida desses homens e mulheres.

Fonte: Agência Senado/ Foto RIC

O PROJETO DE LEI 08/2019 - Dia Municipal de luto e reflexão ao Holocausto

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 16/10/2019 14h35, última modificação 16/10/2019 14h58

O PROJETO DE LEI 08/2019 de iniciativa da vereadora Amanda Nassar aprovado no último dia 15/10 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 102ª dá luz ao tema:

“DIA MUNICIPAL DE LUTO E REFLEXÃO AO HOLOCAUSTO”

Holocausto é o nome que se dá para o genocídio cometido pelos nazistas ao longo da Segunda Guerra Mundial e que vitimou aproximadamente seis milhões de pessoas entre judeus, ciganos, homossexuais, testemunhas de Jeová, deficientes físicos e mentais, opositores políticos etc. De toda forma, o grupo mais foi vitimado no Holocausto foi o dos judeus. Estes, por sua vez, preferem referir-se a esse genocídio como Shoah, que em hebraico significa “catástrofe”.

Foi uma ação sistemática, em todas as regiões da Europa dominadas pelos alemães, nos campos de concentração, empreendida pelo regime nazista de Adolf Hitler, durante a segunda guerra mundial (1939-1945)
A palavra holocausto é de origem grega holos (todo) e kaustro (queimado).


Antissemitismo nazista

O Holocausto foi o resultado final de um processo de construção do ódio de uma nação contra um grupo específico que vivia na Europa. O antissemitismo na Alemanha não surgiu com o nazismo e remonta a meados do século XIX, em movimentos nacionalistas, além de ter sido manifestado por personalidades alemãs da época, como Hermann Ahlwardt e Wilhelm Marr.
Quando o partido nazista surgiu, em 1920, o antissemitismo era um elemento que já fazia parte da plataforma do partido, e os historiadores acreditam que Adolf Hitler tornou-se antissemita em algum momento de sua juventude, quando vivia em Viena, capital da Áustria. A presença do antissemitismo no Nazismo, durante sua fundação, era perceptível no programa do partido, que afirmava que nenhum judeu poderia ser considerado cidadão alemão.
O antissemitismo alemão partia do pressuposto de que a raça alemã era superior e de que os judeus eram responsáveis por todos os males da sociedade alemã. Hitler e os nazistas começaram por colocar nos judeus a culpa da derrota alemã na Primeira Guerra Mundial por meio da “teoria da punhalada nas costas”.

Os nazistas falavam que os judeus possuíam um plano de dominação mundial e criticavam contundentemente o liberalismo econômico e o capitalismo financeiro, pois afirmavam que ambos eram dominados pelos judeus. Um dos exemplos claros dessa ideia (situada na época das teorias da conspiração utilizadas para acusar os judeus) foi um livro de origem russa e autor desconhecido que foi sucesso de vendas na Alemanha: “Os protocolos dos sábios de Sião”.
Quando os nazistas assumiram o poder na Alemanha, em 1933, o processo de exclusão e de violência contra os judeus foi iniciado de maneira progressiva. O discurso nazista, aliado à doutrinação realizada na sociedade alemã, tornou os judeus bodes expiatórios e vítimas de perseguição intensa, não só por parte do governo, mas também pelos civis.

Durante os anos do Holocausto, os nazistas obrigavam os judeus a usarem uma estrela costurada na roupa como forma de identificação.**

Uma das primeiras ações tomadas pelos nazistas contra os judeus foi uma lei, aprovada em 7 de abril de 1933, chamada Berufsbeamtengesetz, traduzida para o português como Lei para Restauração do Serviço Público Profissional. Essa lei proibia definitivamente os judeus de atuarem em cargos públicos. Outras leis do tipo foram aprovadas para outros ofícios, como médicos e advogados. Além das leis, os judeus eram alvos de ataques promovidos pelas tropas de assalto nazistas (SA) e tinham suas lojas boicotadas a nível nacional.

Com o passar do tempo, novas ações contra os judeus foram sendo organizadas na Alemanha. Essa perseguição forçou milhares de judeus a fugirem do país, mas muitos outros não conseguiram, pois nenhum país estava disposto a recebê-los. Na década de 1930, duas medidas tomadas por Hitler simbolizaram o reforço do antissemitismo na Alemanha: as Leis de Nuremberg e a Noite dos Cristais.

Leis de Nuremberg

As Leis de Nuremberg foram um conjunto de três leis, aprovadas no ano de 1935, que legislavam sobre a miscigenação, a bandeira e a cidadania alemã. As duas leis que se relacionavam diretamente com o antissemitismo na Alemanha eram a Lei de Proteção do Sangue e da Honra Alemã e a Lei de Cidadania do Reich.

A primeira lei tratava a respeito da miscigenação, proibindo que judeus e não judeus casassem-se, além de proibir também que não judeus tivessem relações sexuais com judeus. Essa lei também falava que judeus não poderiam ter empregadas domésticas com idade inferior a 45 anos nem portar as cores do Reich (preto, vermelho e branco).
A segunda tratava a respeito da cidadania, basicamente definindo quem era cidadão e quem não era. Segundo essa lei, todas as pessoas que tivessem ¾ de sangue judeu ou fossem praticantes do judaísmo seriam consideradas judias e automaticamente não teriam direito à cidadania. Com isso, os judeus eram considerados apenas “sujeitos de Estado” e eram pessoas que tinham de cumprir suas obrigações, mas não tinham direito a receber nada do que um cidadão receberia.

Noite dos Cristais

A Noite dos Cristais foi um marco na história do antissemitismo porque oficializou um ponto de partida para o aumento da violência contra os judeus na Alemanha. Esse acontecimento passou-se em 1938 e é definido como um pogrom, isto é, um ataque violento que é organizado contra um grupo específico.
Esse ataque aconteceu em represália ao assassinato de Ernst vom Rath, um diplomata alemão, por um estudante judeu de 17 anos que queria vingar-se da expulsão de seus pais da Alemanha. Dias após o diplomata alemão ser atacado em Paris, uma ordem foi emitida por Hitler e Goebbels para que ações de violência fossem organizadas como forma de intimidar os judeus.
Os ataques da Noite de Cristal iniciaram-se na noite de 9 de novembro de 1930 e estenderam-se até a metade do dia seguinte. Membros do partido nazista, a maioria à paisana, partiram para um ato de violência inédita na Alemanha. Casas, estabelecimentos, orfanatos e sinagogas foram atacadas com os agressores destruindo o que encontravam pela frente, agredindo as pessoas que estavam nesses locais e, por fim, incendiando as construções.
Ao fim do pogrom, milhares de estabelecimentos foram destruídos, e, apesar do número oficial de mortos ser 91, especula-se que os mortos nesse ataque possam ter chegado à casa dos milhares. A Noite dos Cristais também inaugurou o aprisionamento de judeus em campos de concentração, pois, durante o pogrom, 30 mil judeus foram presos e encaminhados para Dachau, Buchenwald e Sachsenhausen.

Soluções Finais

Com o início da Segunda Guerra, em 1939, a cúpula do partido nazista começou a discutir “soluções” sobre como tratar a “questão judia” na Europa. Como mencionado, o aprisionamento de judeus em campos de concentração foi iniciado ainda na década de 1930. Esses locais, no entanto, não haviam sido preparados para serem locais de extermínio como aconteceu durante a guerra.
Quando a guerra começou, os judeus no Leste da Europa começaram a ser agrupados em guetos, um local específico da cidade que era cercado pelas tropas nazistas e separado especificamente para o abrigo de judeus. Os guetos agrupavam-nos para que mais tarde fossem enviados para os campos de concentração e extermínio.
Além disso, os nazistas debatiam soluções a serem colocadas em prática para lidar com a “questão judia”, e duas dessas foram amplamente debatidas. Na primeira, os nazistas tentaram obter autorização para deportar os judeus para a União Soviética, mas Stalin não aceitou recebê-los. Outro plano ficou conhecido como Plano Madagascar, em que os nazistas cogitaram deportar os judeus da Europa para a ilha de Madagascar, na África.

De toda forma, o plano de exterminar todos os judeus após a guerra é classificado pelo historiador Timothy Snyder como uma utopia de Hitler que foi reformulada por dois membros do Partido Nazista à medida que a guerra foi tomando o rumo que não era desejado pelos nazistas. Os reformuladores do plano de extermínio dos judeus foram Reinhard Heydrich e Heinrich Himmler e, por isso, ambos são considerados arquitetos do Holocausto.

Grupos de Extermínio

Quando a Solução Final foi elaborada, o que estava na mente de Heydrich e Himmler era: “os judeus que não pudessem trabalhar teriam que sumir, e os fisicamente capazes de trabalhar seriam usados como mão de obra em algum lugar na União Soviética conquistada até que morressem.”Os primeiros judeus vítimas desse plano foram alvo dos Einsatzgruppen, os grupos de extermínio.
Esses grupos de extermínio atuaram na Polônia, nos países bálticos e na parte do território soviético que os nazistas estavam ocupando. A atuação deles era simples: promover a limpeza sistemática de judeus dessas áreas por meio de fuzilamentos. Os judeus dessas localidades eram reunidos em um local específico, posicionados nus em frente a uma vala comum e fuzilados um a um até que toda a população judia desses locais estivesse morta.
A atuação dos grupos de extermínio nos locais citados, como os países bálticos (Estônia, Lituânia e Letônia), levou à morte por fuzilamento milhares de pessoas. Na Lituânia, 114.856 judeus foram mortos; na Letônia, 69.750 judeus foram executados; e na Estônia, foram encontrados 963 judeus e todos eles foram executados. Durante esses fuzilamentos, os grupos de extermínio também executaram outras pessoas, como as que tinham colaborado com os soviéticos.
O fuzilamento organizado pelo Einsatzgruppen que mais ficou conhecido recebeu o nome de Massacre de Babi Yar, quando os judeus de Kiev foram reunidos em um ponto da cidade e fuzilados durante um período de 36 horas. Desse massacre resultaram as mortes de 33.761 pessoas, que foram depositadas em uma vala comum.|4|
A atuação dos grupos de extermínio, no entanto, tinha limites sensíveis aos objetivos nazistas. Primeiro, por mais eficiente que fosse o Einsatzgruppen, a velocidade com que faziam a limpeza étnica era abaixo do que os nazistas desejam. Segundo, o envolvimento dos soldados em uma quantidade assombrosa de execuções trazia-lhes graves problemas psicológicos. Isso forçou os nazistas a pensarem em uma alternativa que fizesse o genocídio de judeus acontecer de maneira mais ágil e impessoal.

A solução encontrada pelos nazistas foi a de promover a execução de judeus em câmaras de gás, que foram sendo instaladas nos campos de concentração. Além disso, foram construídos seis campos de extermínio cujo intuito era unicamente promover a execução de judeus. A diferença é que, nos campos de concentração, os judeus, além de executados, também tinham sua mão de obra explorada ao máximo.
As câmaras de gás para a execução de judeus foi uma ideia exportada do Programa de Eutanásia, também conhecido como Aktion T4. Nesse programa, os nazistas executavam os que eram considerados inválidos, ou seja, aqueles que possuíam algum tipo de distúrbio mental ou deficiência física.

Os campos de extermínio, construídos pelos nazistas a partir do segundo semestre de 1941, foram: Chelmno, Belzec, Sobibor, Treblinka, Auschwitz e Majdanek. Todos esses campos localizavam-se na Polônia, e o primeiro deles a ser construído foi o de Belzec — local no qual foi desenvolvida uma câmara de gás à base de monóxido de carbono e que matava suas vítimas por asfixia. Depois, outros campos foram construídos, e os nazistas começaram a utilizar Zyklon-B para assassinar os prisioneiros.
Dos campos de extermínio citados, a quantidade de mortos foi a seguinte:

• Auschwitz-Birkenau: aproximadamente 1,2 milhão de mortos.
• Treblinka: aproximadamente 900 mil mortos.
• Belzec: aproximadamente 400 mil mortos.
• Sobibor: aproximadamente 170 mil mortos.
• Chelmno: aproximadamente 150 mil mortos.
• Majdanek: aproximadamente 80 mil mortos.


Dentre os horrores cometidos nos campos de concentração, destacaram-se a jornada de trabalho extenuante, os maus-tratos diários e as péssimas condições de higiene. Os prisioneiros ficavam em alojamentos abarrotados de pessoas e eram mal alimentados. Execuções sumárias sem motivação aparente aconteciam como forma de tortura psicológica aos prisioneiros, além das execuções nas câmaras de gás.
Os prisioneiros recebiam roupas insuficientes para o inverno, e, na maioria das vezes, elas eram recolhidas em abril (principalmente no caso de Auschwitz) independentemente se o frio tivesse passado ou não. Eles eram obrigados a suportar a enorme quantidade de percevejos e pulgas nos alojamentos. Quando adoeciam, o tratamento oferecido era sempre insuficiente. Na questão médica, também há registros de testes realizados em cobaias humanas por médicos nazistas em diversos campos de concentração.
Os prisioneiros dos campos de concentração foram sendo libertados à medida que os nazistas foram perdendo a Segunda Guerra Mundial. No decorrer em que suas posições no Leste Europeu eram ameaçadas, os nazistas intensificaram a velocidade das execuções de judeus nas câmaras de gás, além de terem tentado ocultar os indícios do genocídio, seja com a destruição de documentos, seja com a exumação dos corpos.

Julgamentos em Nuremberg

Depois que os nazistas renderam-se em maio de 1945, muitos deles e seus colaboradores, que atuaram diretamente no Holocausto, foram presos e levados a julgamento no Tribunal Militar Internacional de Nuremberg. Os julgamentos em Nuremberg estenderam-se durante nove meses e condenaram alguns nazistas à morte por enforcamento, enquanto outros receberam penas de prisão perpétua ou por certa quantidade de tempo.
Entre os condenados à morte por enforcamento, estavam Hermann Göring, chefe da Luftwaffe (força aérea), e Joachim von Ribbentrop, ministro das Relações Exteriores da Alemanha. Entre os condenados à prisão perpétua, estavam Rudolf Hess, vice-líder do partido nazista, e Erich Raeder, comandante da Kriegsmarine (marinha alemã).


Fonte de Pesquisa: Brasil Escola / Daniel Neves

PROJETO DE LEI 66/2019 - Espaço Cultural Memorial Judaico de Araucária Moisés Jokobson

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 21/10/2019 08h15, última modificação 21/10/2019 08h15

O PROJETO DE LEI 66/2019 de iniciativa da vereadora Amanda Nassar aprovado ontem 15/10 pelos vereadores da Câmara Municipal de Araucária na Sessão Plenária 102ª dá luz ao tema:

" ESPAÇO CULTURAL MEMORIAL JUDAICO DE ARAUCÁRIA MOISÉS JAKOBSON"

Moisés Jakobson nasceu em 1926, 13 anos antes da Segunda Guerra ' Mundial começar. Foi feito prisioneiro, enviado para diversos campos de concentração e passou os 6 anos do Holocausto lutando pela sua sobrevivência. Nos anos seguintes, teve de lutar para reconstruir a vida.

De toda sua família, só restaram ele e um irmão. Quando os russos o libertaram. Jakobson decidiu vir para o Brasil, mesmo não sabendo nada sobre o país. Como não havia conseguido visto, foi para a Bolívia, onde, após alguns meses trabalhando em uma madeireira, pegou um barco e chegou ao Brasil.

Trabalhou, casou, teve 3 filhos e reconstruiu sua vida em Curitiba/PR. Moisés foi um filósofo e se dedicou a retratar sua história de vida através de livros e palestras, até o final de sua vida, em 2015, aos 89 anos. Moisés Jakobson foi um sobrevivente, e sua história ficou marcada para as futuras gerações, assim como a história de todo o povo judeu.

Portanto, é necessário que o Holocausto seja sempre relembrado, para mostrar a essas novas gerações as consequências de um discurso de exclusão e preconceito.

Por isso, a criação do Espaço Cultural Memorial Judaico de Araucária Moisés Jakobson se faz necessária. Esse Espaço Cultural trará um acervo com toda a história do povo judeu. que tanto lutou para sobreviver ao longo dos anos.

Fonte: PL 66-2019/Justificativa

Câncer de Mama Masculino

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 21/10/2019 08h25, última modificação 21/10/2019 08h25

Na nossa terceira abordagem, em apoio ao Outubro Rosa destacamos o Câncer de Mama Masculino e reproduzimos um artigo e vídeo para melhor elucidar o tema.

"O câncer de mama, seja no homem ou na mulher, tem melhor evolução quanto antes for feito o diagnóstico e conforme o tipo do câncer."

Apenas 1%. Este é o total de homens acometidos pelo câncer de mama no Brasil em relação às mulheres. A incidência masculina é tão rara e pouco frequente que, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), não entra nas estimativas.

Para o aposentado Darcy de Moraes Camargo, diagnosticado com a doença no início deste ano, é como "ganhar na loteria", só que ao contrário.
Os primeiros sinais do câncer surgiram entre março e abril. O sorocabano percebeu que a mama direita estava crescendo e ficava cada vez mais dolorida. Decidiu conversar com a esposa, que marcou uma consulta com uma mastologista. Em seguida, foi realizada uma bateria de exames, uma biópsia e, pouco tempo depois, veio o diagnóstico.

"Quando descobrimos, ainda estava no início, mas eu nunca esperei que isso fosse acontecer comigo, foi um choque. A médica disse que era mais fácil ganhar na loteria", lembra o aposentado, de 67 anos.

De acordo com a mastologista, ginecologista e obstetra Potyra Labonia Matiello, de 41 anos, o diagnóstico do câncer de mama masculino é feito da mesma maneira que o feminino: com mamografia, ultrassom e biópsia.
A diferença é que, como os homens têm menos tecido mamário, o nódulo geralmente é mais facilmente palpável e mais próximo do mamilo. Já nas mulheres, o nódulo pode não ser palpável dependendo da localização na mama, quando está profundo ou quando é menor que 1,5 cm.

Entre os principais sintomas estão saída de secreção, vermelhidão e retração da pele do mamilo e ao redor dele. "Não podemos dizer que a doença é melhor ou pior na mulher do que no homem, pois a evolução depende do tipo de câncer e do estágio no momento do diagnóstico", explica a médica.

A Chances de cura

O tratamento da doença inclui a mastectomia (cirurgia de retirada da mama), quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia.
Darcy passou pelo procedimento cirúrgico no dia 15 de junho e, após o desaparecimento do tumor, foi submetido a 12 sessões de quimioterapia - a última foi realizada, com sucesso, nesta segunda-feira (29).

"Eu fazia a quimioterapia às segundas-feiras, mas ficava 'quebrado' até quinta-feira. O tratamento derruba a gente", conta o idoso, que mora com a esposa Adalgiza e tem cinco filhos.

Mesmo após o tratamento, explica Potyra, o paciente deve continuar fazendo visitas frequentes ao médico para acompanhamento de exames clínicos, laboratoriais e de imagem.

"O câncer de mama, seja no homem ou na mulher, tem melhor evolução quanto antes for feito o diagnóstico e conforme o tipo do câncer."

Um em 100

Segundo a médica, a chance de um homem ter câncer de mama é uma em cada 100 casos. "As mulheres têm mais tecido mamário e condições hormonais que podem favorecer o aparecimento da doença", esclarece.

Em 2016, de acordo com dados do Inca, 16.254 pessoas morreram em decorrência de câncer de mama no país, sendo 16.069 mulheres e apenas 185 homens. Só no Estado de São Paulo foram 4.119 mulheres mortas e 30 homens.
A estimativa do instituto para o biênio 2018/2019 é de que sejam registrados 59.700 novos casos da doença em mulheres por ano, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres.

No Estado de São Paulo, a estimativa é de 16.340 novos casos de câncer de mama feminino para cada ano do biênio. Como a incidência de câncer de mama em homens é baixa, a doença não entra na estimativa.

Fatores de risco

A mastologista explica que o câncer de mama masculino pode ser prevenido com hábitos de vida saudáveis que ajudem a diminuir os fatores de risco. Os principais são controle do peso corporal e evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

A idade é um importante fator para os homens, pois o risco da doença aumenta com o envelhecimento. Segundo Potyra, geralmente o diagnóstico é feito por volta dos 72 anos.
Além disso, um em cada cinco homens que tiveram câncer de mama têm parentes próximos, homens ou mulheres, que também sofreram com a doença. Existe ainda uma síndrome congênita em homens, chamada Síndrome de Kleinefelter, que aumenta o risco de 20 a 60 vezes.

"Tratamentos de radioterapia no tórax, ingestão de álcool, doenças hepáticas, tratamentos com estrogênios e condições testiculares também são fatores de risco. Homens obesos têm maior risco, porque o tecido adiposo é capaz de converter hormônios masculinos em femininos", completa a médica.
Fonte: Equipe Oncoguia 30/10/2018

Câmara Municipal de Araucária
"Envolvida pela Vida"

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05

Imagem no tamanho completo: 203 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Envolvidos pela vida

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Envolvidos pela vida
Imagem no tamanho completo: 158 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Envolvidos pela vida

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Envolvidos pela vida
Imagem no tamanho completo: 161 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Envolvidos pela vida

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Envolvidos pela vida
Imagem no tamanho completo: 354 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Envolvidos pela vida

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Envolvidos pela vida
Imagem no tamanho completo: 198 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Envolvidos pela vida

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Envolvidos pela vida
Imagem no tamanho completo: 173 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Câmara Municipal de Araucária - Envolvida pela Vida

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 31/10/2019 08h19, última modificação 31/10/2019 08h19

E no dia 24/10 foi um daqueles dias que a gente para pra pensar o quanto a vida é preciosa.

Ontem, a gente ouvir mulheres empenhadas em mostrar que o câncer de mama não escolhe classe social, cor ou religião.
Que pode acontecer em qualquer idade, com histórico ou não familiar, com homem ou com mulher.

Ontem a gente pode conhecer exemplos de superação e de muita força de vontade e de histórias que acabaram de acontecer.

Foi um dia de reflexão, choro e muitos sorrisos e que acima de tudo nos alertou que: é preciso se cuidar!

As nossas parceiras da Ong Eva (Espaço Vida Araucária) da Segurança Pública, aos estudantes e comunidade que tiveram presentes e a todos os colaboradores da Câmara Municipal de Araucária ... muito obrigada!

 

Envolvidos pela vida    Envolvidos pela vida

Envolvidos pela vida    Envolvidos pela vida

Envolvidos pela vida    

Crescendo com cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com cidadania
Imagem no tamanho completo: 628 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com cidadania
Imagem no tamanho completo: 151 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com cidadania
Imagem no tamanho completo: 202 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com cidadania
Imagem no tamanho completo: 84 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com cidadania
Imagem no tamanho completo: 202 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com cidadania

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Crescendo com cidadania
Imagem no tamanho completo: 126 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Crescendo com cidadania - Colégio Bom Jesus

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 31/10/2019 08h31, última modificação 31/10/2019 08h31

“Educar é viajar no mundo do outro, sem nunca penetrar nele. É usar o que passamos para transformar no que somos”

E na última quarta 23/10 foi a vez de recebermos os alunos do Colégio Bom Jesus e foi muito, muito bom "viajarmos" juntos com esses oito meninos e meninas que queriam saber mais.

Acompanhados dos seus professores esses jovens percorreram pelos corredores da Câmara, entrando nas salas e gabinetes e conhecendo um pouco mais sobre a dinâmica do trabalho do Legislativo.

Essa participação dos jovens nas atividades sociais ou culturais, protagonizam um presente e um futuro responsável e a Câmara de Araucária entende isso como uma contribuição ao fomento de ideias e de novas possibilidades.

Crescendo com cidadania    Crescendo com cidadania

Crescendo com cidadania    Crescendo com cidadania

Crescendo com cidadania    Crescendo com cidadania

Novembro Azul

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Novembro Azul
Imagem no tamanho completo: 15 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

Novembro Azul

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — última modificação 12/02/2020 15h05
Novembro Azul
Imagem no tamanho completo: 219 KB | Visualizar imagem Visão Baixar imagem Download

NOVEMBRO AZUL: A IMPORTÂNCIA DE SE CUIDAR

por rian.padilha@araucaria.pr.leg.br — publicado 04/11/2019 15h07, última modificação 04/11/2019 15h07

Saímos do Rosa de outubro e entramos no Azul de novembro para dar força a mais uma campanha de saúde importante “Câncer de Próstata”


A Câmara Municipal de Araucária, assim como fez com relação ao câncer de mama, fará nesse mês abordagens semanais com relação ao câncer de próstata. Porque continuamos envolvidos pela vida e acreditando que quanto mais divulgarmos e falarmos sobre o assunto, maior será a conscientização e consequentemente as vidas preservadas.

Nessa primeira abordagem destacamos uma matéria da fundação do Câncer do início desse mês que mapeia com simplicidade os principais pontos com relação ao tema e em seguida um vídeo de oito minutos, muito interessante e bastante explicativo que vale a pena assistir.

Começamos com esses minutinhos que poderão alertar e ajudar você e ou fazer você ajudar e alertar alguém.

NOVEMBRO AZUL: A IMPORTÂNCIA DE SE CUIDAR

Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.
O que é a próstata
A próstata é uma glândula masculina que tem forma de uma noz e fica logo abaixo da bexiga e à frente do reto. O órgão envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina é eliminada da bexiga.
O que é câncer de próstata?
Durante o funcionamento da próstata, algumas células podem se desenvolver e multiplicar de forma anormal, provocando o surgimento de um tumor. O câncer de próstata é o segundo mais incidente entre os homens no Brasil, apenas atrás do câncer de pele não melanoma. Estima-se 68.220 mil novos casos da doença no país, em 2018. O risco estimado é de cerca de 66,12 novos casos para cada 100 mil homens.
Sintomas
A doença pode não apresentar (ou apresentar poucos) sintomas em sua fase inicial. Em alguns casos, os sinais são parecidos com os do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite). Na fase mais avançada, o paciente pode ter dores nos ossos, sintomas urinários ou, nos casos mais graves, infecção generalizada ou insuficiência renal.
Quando procurar o médico?
• Quando o homem perceber sinais e sintomas sugestivos da doença, como: dificuldade de urinar; diminuição do jato de urina; necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite; e sangue na urina. A detecção do câncer de próstata pode ser realizada com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos(diagnóstico precoce).
• Os homens sem sinais ou sintomas, mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença, podem realizar com exames de toque retal e de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico).
Como é feito o diagnóstico de câncer de próstata?
O exame de PSA é solicitado anualmente para acompanhar as alterações específicas da próstata. O resultado, quando alterado, pode indicar situações como inflamações, infecções, hiperplasia (crescimento benigno) e também o surgimento do câncer de próstata. O toque retal e a dosagem do PSA servem para indicar a necessidade da biópsia da próstata (retirada e análise de fragmentos da glândula e única forma de confirmar uma suspeita de câncer). A realização de exames é recomendada quando há presença de sinais e sintomas, conforme preconiza o Ministério da Saúde.
Como posso prevenir?
Adotar hábitos saudáveis diminui o risco de várias doenças, inclusive o câncer. Recomendamos:
• Manter uma alimentação saudável e equilibrada;
• Não fumar.
• Identificar e tratar adequadamente a pressão alta, diabetes e problemas de colesterol
• Manter um peso saudável;
• Praticar regularmente atividades físicas.

Fonte: Cancer.prg.br/ fundação do câncer - 01/11/2019

 

Novembro Azul    Novembro Azul

Ações do documento